a Bombinhas em Foco ( 18/12/2017 ) a

Maioria das praias de SC tem água própria para banho, segundo Fatma

O número de pontos com águas impróprias para banho nas praias de Santa Cantarina diminuiu pela segunga vez em duas semanas. No relatório divulgado pela Fundação do Meio Ambiente (Fatma) nesta sexta-feira (18), o número de pontos passou de 50 para 49 no estado, dos 195 pontos monitorados. Conforme a Fatma, praias maiores possuem dois ou mais pontos monitorados. Assim, se um deles, por meio da análise, for considerado impróprio, não significa que toda a praia esteja inadequada.

Em Florianópolis, a água da maioria das praias é considerada própria para banho. Dos 65 monitorados, 18 continuam impróprios

Segundo o gerente de Pesquisa e Análise da Qualidade Ambiental da Fatma, Haroldo Tavares Elias, a Lagoa da Conceição, em Florianópolis, volta a apresentar quatro pontos impróprios, em nove monitorados. Além disso, outro destaque é para a praia de que Itapema, no Litoral Norte, o balneário com o maior índice de impropriedade: 50%. Dos oito pontos monitorados, quatro estão impróprios.

Na Ilha de Santa Catarina, as águas que não possuem pontos impróprios são nas Praias da Daniela, Joaquina, Lagoinha, Jurerê, Jurerê Internacional, Santo Antônio de Lisboa, Forte, Sambaqui, Pântano do Sul, Ribeirão da Ilha, Caiacangaçu, Santinho e Mole.

Já Lagoa da Conceição, Praia Brava, Armação e Pântano do Sul, Campeche, Cacupé, Beira Mar Norte, Ponta das Canas, Canasvieiras, Tapera, Balneário, Bom Abrigo, Itaguaçu, Jardim Atlântico, José Mendes, Matadouro e Ingleses possuem algum ponto com águas impróprias.

Na Grande Florianópolis, em Biguaçu, a Praia de São Miguel tem águas limpas. Em Palhoça, todas as praias monitoradas continuam próprias para o banho. Já em Governador Celso Ramos, dos 11 pontos monitorados, sete têm águas limpas e quatro ainda estão impróprios. Em São José, a Praia de Guararema é imprópria para banho.

No Sul do estado, em Araranguá, a Praia do Morro dos Conventos ainda é considerada própria para banho. Em Balneário Arroio do Silva, das quatro praias monitoradas, apenas o ponto próximo à foz é impróprio. Em Balneário Gaivota, os dois pontos monitorados são considerados próprios. Em Jaguaruna, os quatro pontos são próprios para banho.

Em Garopaba, a Praia do Siriú foi considerada limpa, mas um ponto na Praia de Garopaba está impróprio. Em Içara, apenas um é impróprio na praia do Rincão, sendo que no último relatório havia dois. As outras oito praias da cidade estão com águas consideradas limpas.

Em Laguna, sete pontos são monitorados e um foi considerado impróprio: na Praia de Cabeçudas, que já era impróprio no relatório anterior. A cidade de Imbituba tem sete pontos monitorados e todos foram considerados próprios para banho.

No litoral Norte, em Balneário Camboriú três pontos estavam impróprios, Desta vez, apenas dois dos 14 não são próprios: um na praia de Taquaras e outro no Pontal Norte. Em Balneário Barra do Sul, a água foi considerada própria para o banho. Já no município de Barra Velha, metade da praia - dois dos quatro pontos - está imprópria. Em Porto Belo ocorre o mesmo: três dos seis pontos monitorados estão impróprios. A cidade de Penha tem três pontos impróprios, sendo oito com águas limpas.

Em Itajaí, um ponto da praia Brava passou para imprópria. Em Bombinhas, dois pontos da Praia de Bombas e o canto direito da Praia de Bombinhas continuam impróprios. Nos outros cinco pontos, a água é limpa e é possível tomar banho de mar. O município de Itapema possui oito pontos monitorados, dos quais quatro são impróprios.

Em Navegantes, apenas o trecho próximo à Foz do Rio Gravatá está impróprio. Em Piçarras, toda a praia é considerada própria para banho.

No Norte, as praias de Itapoá foram consideradas próprias. Em São Francisco do Sul , doiss pontos estão impróprios na Praia dos Paulas. Já a Praia de Vigorelli, em Joinville, continua imprópria para banho.



Fonte: olhardireto.com.br (Cuiabá-MT)

 

 

 

 

 

 

banner

Copyright © 2007 Todos os Direitos Reservados - Fazendo Site